Varejo

Varejo é o segundo mercado que mais emprega no Brasil

 

Presidente do IBEVAR avalia que crescimento nas vendas para 2019 deve impactar positivamente em novas vagas no setor

 

Importante mercado empregador, seja pela dimensão ou pela necessidade de mão-de-obra, o varejo registou o melhor desempenho dos últimos quatro anos. Em 2018, o setor teve o maior número de contratações liquidas desde 2015, com uma média de 102 mil novas vagas com carteira registrada, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

De acordo com Prof. Claudio Felisoni de Angelo, presidente do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (IBEVAR), o setor é o 2º maior do Brasil, ficando atrás apenas de cargos governamentais.

O Carrefour, por exemplo, abriu mais de 5,5 mil vagas para acompanhar a demanda de expansão. Já o Grupo DPSP, detentora das drogarias Pacheco e São Paulo, contratou 1,4 mil colaboradores para as 110 lojas que abriu em 2018.

Em 2019, a projeção do IBEVAR é de 3,5% de crescimento nas vendas no comércio. Para Felisoni, o balanço do último trimestre de 2018 já apontava para um progresso. “Os primeiros meses revelam ainda um crescimento lento das vendas. Uma melhora mais acentuada deve ocorrer no segundo semestre. Mesmo processo deve acontecer com a empregabilidade. Com o crescimento das vendas, consequentemente, temos uma expansão do mercado e o surgimento de novas vagas no setor varejista”, avalia o executivo.

 

Leia também: Faturamento do varejo paulista atinge R$ 58,8 bilhões em março

Leia também: Brasileiros têm preferência por fazer compras on-line à tarde

 

Fonte: Primeira Página, com informações do IBEVAR.

 

Redes Sociais