Publicado em:
24
11/2017

Durante a Black Friday, sites ajudam a comparar preço e visualizar o seu histórico

A entidade de defesa do consumidor Proteste também possui um plug-in chamado Mais Barato Proteste, para o consumidor monitorar os preços na hora da compra.

Para muitos, a Black Friday é uma boa oportunidade para comprar aquele calçado que está precisando, mas estava economizando para poder adquiri-lo, assim como uma roupa ou um eletrodoméstico, por exemplo. Há quem já vem se preparando para a promoção do dia acompanhando o preço da mercadoria há meses ou fazendo pesquisas.

Para aqueles que não tiveram tempo ou não se atentaram para a data, alguns sites de comparação de preço podem ajudar. Eles avisam sobre as ofertas, monitoram as promoções e mantém um histórico dos preços cobrados anteriormente. Conheça alguns deles:

No site de monitoramento Baixou é possível visualizar o histórico de preços dos produtos e comparar os valores com outras lojas. O consumidor também pode instalar um plug-in chamado Baixou Agora, que é adicionado ao navegador de internet (Chrome) e possibilita a comparação de preços na hora da visita ao site. O programa avisa se encontrar uma oferta melhor, compara os preços, mostra o histórico do produto, permite visualizar cupons de desconto e envia alertas de preços.

O site Bondfaro permite comparar os preços dos produtos e criar um alerta para ser avisado quando o item atingir o valor que deseja pagar. É possível, ainda, visualizar o histórico de preço dos últimos 30 dias.

Na página inicial do Buscapé, o consumidor já consegue visualizar as melhores ofertas selecionadas pelo site. Ele permite também fazer a busca por um produto específico e ter acesso ao histórico de preços de até um ano. A comparação também pode ser feita por aplicativo de celular. Além disso, o consumidor também pode criar um alerta para ser avisado quando um produto atingir o preço desejado.

O JáCotei tem uma página específica de Black Friday que promete comparar os preços, identificar se o desconto é verdadeiro, com o selo "Desconto Black Friday Real", e avisar o comprador quando o produto atingir o preço desejado. O site também oferece um plug-in para o navegador Chrome, que permite comparar os preços na hora da compra.

A entidade de defesa do consumidor Proteste também possui um plug-in chamado Mais Barato Proteste, para o consumidor monitorar os preços na hora da compra. Quando o consumidor for pesquisar um produto, o plug-in irá avisar em quais sites o preço está melhor e mostrará um gráfico com o histórico de preços daquela loja. O consumidor também poderá criar um alerta de preço. A ferramenta também testa cupons de descontos antes de o consumidor fechar a compra.

Por sua vez, o Zoom disponibiliza em seu site uma equipe de especialistas para o consumidor tirar dúvidas sobre os produtos que quer comprar. As pesquisas de preços poderão ser feitas pelo site ou por aplicativo de celular. O Zoom também identifica, por meio do selo Black Friday, os descontos mais expressivos, e promete ter um identificador de filas, mostrando a intensidade do tráfego nas principais lojas (livre, moderado ou intenso). O consumidor também pode cadastrar o produto e o valor que pretende pagar para receber um alerta por e-mail quando esse preço for atingido.

Fonte: Primeira Página, com Uol Economia