Publicado em:
14
7/2017

Doze calçadistas brasileiros participam da Colombiamoda

A participação nacional na mostra, realizada entre 25 e 27 de julho, em Medellin, é viabilizada por meio do Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações de calçados mantido pela Abicalçados em parceria com a Apex-Brasil.

A terceira participação brasileira na Colombiamoda, feira que acontece durante a Semana de Moda de Medellin, na Colômbia, terá 12 marcas brasileiras presentes: Amazonas, Itapuã, New Face Original, Itsandal, Pampili, Beira Rio Conforto, Moleca, Vizzano, Molekinha, Modare Ultraconforto, Molekinho e Cristófoli.

A participação nacional na mostra, realizada entre 25 e 27 de julho, em Medellin, é viabilizada por meio do Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações de calçados mantido pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Na feira do ano passado foram gerados US$ 545 mil in loco, 25% mais do que na mostra de 2015, o que demonstra uma evolução do calçado verde-amarelo no circuito da alta moda colombiana. Para este ano, segundo a coordenadora de Promoção Comercial da Abicalçados, Letícia Sperb Masselli, a expectativa é de incremento nos negócios. “O mercado colombiano compra muito produto de verão, que é justamente o que será lançado na Colombiamoda”, comenta.

Em 2016, os colombianos importaram 9,3 milhões de pares de calçados brasileiros, 16,5% mais do que em 2015. Atualmente a Colômbia é o quarto maior mercado para o produto nacional.

No dia que antecede a feira, 24, serão realizadas as ações Photocall, de relacionamento com a imprensa local, e um seminário preparatório para as marcas atingirem melhores resultados na mostra e no mercado colombiano em geral. Os eventos têm início às 9h30 no Estudio 36 grados, em Medellin.

A Colombiamoda acontece na Plaza Mayor, em Medellin, e deve atrair mais de 23 mil visitantes, quase 90% deles colombianos e os demais de outros 35 países. No ano passado, a feira gerou mais de U$ 400 milhões para cerca de 600 marcas expositoras.

Fonte: Primeira Página