Publicado em:
11
7/2017

Francal gera bons resultados para calçadistas de Birigui

Quem visitou o estande coletivo de Birigui também pôde saber mais sobre o Sinbishop, projeto inovador que reúne várias marcas de calçados do polo calçadista em um único site.

Na Francal 2017, Birigui foi representada por 18 empresas, sendo que 10 estiveram no estande coletivo apoiado pelo Sindicato das Indústrias do Calçado e Vestuário de Birigui (Sinbi) e Prefeitura de Birigui, oito em estandes individuais.
Para o empresário Francisco Carlos Rodrigues da Silva, da marca Hanna Carmela, que participou pela primeira vez, o resultado surpreendeu. “Foi uma experiência muito positiva, a estratégia que adotamos foi de compartilhar a ideia da feira com os representantes. Aqueles que trabalham em regiões mais próximas de São Paulo contataram seus clientes, que gostam mais de negociar em feiras e foi muito bom”, disse o empresário.

“A visibilidade que a feira proporciona é extremamente importante para as marcas de Birigui e isso gerará negócios nos próximos dias e até meses. Claro que gostaríamos de ter mais visitantes, mas isso não tira o brilho da Francal, creio que podemos construir números importantes para gerar e manter os empregos, com o trabalho da força de vendas, iniciado no evento”, disse o presidente do Sinbi, Carlos Mestriner.

Na feira também aconteceu o lançamento do 15ª Projeto Comprador de Birigui. Na edição de 2018, a principal novidade será o novo local de realização, o Sinbi realizará o evento no Hotel Ibis de Birigui e contará com a participação de empresas fabricantes de calçados femininos do polo de Jaú. O objetivo da mudança é proporcionar mais comodidade aos participantes e possibilitar o aumento de participante.

Quem visitou o estande coletivo de Birigui também pôde saber mais sobre o Sinbishop, projeto inovador, que reúne várias marcas de calçados do polo calçadista de Birigui em um único site. Os lojistas acessam a plataforma e compram sem ter que cumprir mínimo de compra e podem pagar no cartão de crédito, além de negociar na forma de pagamento já tradicional no segmento, via boleto.

Fonte: Assessoria Sinbi / Primeira Página